quarta-feira, 13 de abril de 2011

Música: Flores em Vida

O que realmente importa?






Flores em Vida

Paulo César Baruk

Composição : Letra:Paulo César Baruk/Música: Adson Sodré
Sei, já não são meus, vento levou
Tempos que não mais voltam e então
O que eu fiz por mim e por quem amei
Só desilusão, reconheci
Não construi o que planejei
Pouco abracei e não ofereci perdão
Já não alcanço o passado
Meus limites percebi
O hoje é tudo o que tenho, isso entendi
Preciso trazer a memória histórias que desprezei
Não posso me esquecer, tenho que oferecer
Flores em Vida
Enquanto é dia?

Sei, já não são meus, vento levou
Tempos que não mais voltam e então
O que eu fiz por mim e por quem amei
Só desilusão, reconheci
Não construi o que planejei
Pouco abracei e não ofereci perdão
Já não alcanço o passado
Meus limites reconheci
O hoje é tudo o que tenho, isso aprendi
Preciso trazer a memória semblantes que abandonei
Não posso me esquecer, tenho que oferecer
Flores em Vida
Enquanto é dia?

Eu já não alcanço o passado
Meus limites reconheci
O hoje é tudo o que tenho, isso entendi
Preciso trazer a memória histórias que desprezei
Não posso me esquecer, venho te oferecer
Flores em Vida
Enquanto é dia?

Já não me esqueço, hoje ofereço
Flores em Vida
Enquanto...

" As circunstâncias mudam, as pessoas morrem, os filhos crescem. Você não tem nenhuma garantia do amanhã. Se você quiser expressar seu amor, é melhor que faça agora. Tendo consciência de que um dia estará diante de Deus, seguem-se algumas questões que você precisa levar em consideração:
  • Como explicará aqueles momentos em que projetos e coisas foram mais importantes para você que as pessoas?
  • Com quem você precisa começar a passar mais tempo?
  • O que você precisa eliminar de sua agenda para tornar isso possível?
  • Que sacrifício precisa fazer?
O melhor exercício da vida é amar. A melhor expressão do amor é o tempo. O mehor momento para amar é agora. "(Livro: Uma Vida com Propósitos)

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Dia 16: O que realmente importa?




" E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria. " 1 Coríntios 13:3

" E o amor é este: que andemos segundo os seus mandamentos. Este é o mandamento, como já desde o princípio ouvistes, que andeis nele. " 2 João 1:6

Viver consiste em amar.
Uma vez que Deus é amor, a lição mais importante que ele quer que você aprenda neste mundo é como amar. É quando amamos que somos mais parecidos com o Senhor, de modo que o amor é a base de todos os mandamentos que ele nos deu: " Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo." Gálatas 5:14 .
Aprender a amar altruisticamente não é fácil: vai contra nossa natureza egoísta. É por isso que temos toda uma vida para aprender. É claro, Deus quer que amemos a todos, mas tem um interesse especial em que aprendamos a amar as outras pessoas que fazem parte de sua família. Por que Deus insiste em que dediquemos amor e atenção especial aos outros cristãos? Por que eles devem ser priorizados? Porque Deus quer que sua família seja conhecida pelo amor mais que por qualquer outra coisa. Jesus disse: " Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros. " João 13:35 .
No céu, desfrutaremos a convivência familiar da família de Deus para sempre, mas primeiro temos um trabalho árduo a realizar neste planeta que nos servirá de preparação para uma eternidade de amor. Deus nos educa dando-nos "responsabilidades familiares", e a principal é a prática de amar uns aos outros.
É da vontade de Deus que você tenha um relacionamento íntimo e constante com os outros fiéis, para que possa desenvolver a habilidade de amar. O amor não pode ser aprendido no isolamento. Você precisa de pessoas por perto - pessoas irritantes e imperfeitas que nos causam decepção. Por meio dessa união, aprendemos três verdades importantes.
  • O melhor exercício da vida é amar. Amar deve ser sua principal prioridade. Amar não é uma parte boa de sua vida: é a mais importante. Não basta dizer " Uma que quero na vida é ser amoroso ", como se isso fosse apenas um item na sua lista dos dez principais objetivos. Seus relacionamentos devem ter prioridade acima de tudo. Por quê?
    • A vida sem amor não tem valor algum. Paulo levanta a questão: " Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá. " 1 Coríntios 13:3  . Frequentemente, agimos como se os relacionamentos são apenas parte de nossa vida. Isso dá a impressão de que os relacionamentos são apenas de nossa vida, no contexto de muitas tarefas. Mas Deus diz que a vida é feita de relacionamentos. Quatro dos Dez mandamentos tratam de nosso relacionamento com Deus, enquanto os outros seis tratam de nosso relacionamento com as pessoas. Mas todos os dez referem-se a relacionamentos! Posteriormente, Jesus resumiu o que mais importa para o Senhor em duas instruções: amar a Deus e amar as pessoas. Ele disse: " Respondeu Jesus:  ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’. Destes dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas. " Mateus 22:38 .  Após aprender a amar a Deus (adorar), aprender a mar os outros é o segundo propósito de sua vida. Os relacionamentos, e não as realizações ou as aquisições materiais, são o que mais importa na vida. Então, por que nos permitimos menosprezar nossos relacionamentos? Quando nossa vida fica sobrecarregada, começamos a tratá-los de forma superficial, reduzindo o tempo, a atenção e a energia que os relacionamentos de amor exigem. O que é mais importante para Deus é substituído pelo mais urgente. Preocupamo-nos em ganhar a vida, em concluir nossas tarefas, em pagar as contas e em cumprir metas, como se isso fosse a razão de nossa vida. Mas não é! O objetivo da vida é aprender a amar - a Deus e as pessoas. Vida menos amor é igual a zero.
    • O amor permanece para sempre. Outra razão pela qual Deus nos manda fazer do amor nossa principal prioridade é que ele é eterno: " Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. "1 Coríntios 13:13 . O amor deixa um legado. A forma de você outras pessoas, e não a sua riqueza ou suas façanhas, é a influência mais duradoura que se pode deixar neste mundo. Em nossos momentos finais, todos nós percebemos que são os relacionamentos que constituem a vida. Ser sábio é aprender essa verdade o mais rapidamente possível. Não espere chegar ao leito de morte para compreender que nada é mais importante.
    • Seremos avaliados pelo amor que dedicamos. A terceira razão para tornar o aprendizado do amor o objetivo de nossa vida é que serems avaliados com base nele na eternidade. Uma das formas pelas quais Deus mede nossa maturidade espiritual é pela qualidade de nossos relacionamentos. No céu, Deus não dirá: "Fale-me de sua carreira, de sua conta bancária e de seus passatempos". Em vez disso, irá rever a maneira com que você tratou as pessoas; especialmente as necessitadas. A Bíblia diz: " Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? " Mateus 25:45 . Quando partir para a eternidade, você deixará todo o resto para trás, exceto seu caráter. Tendo conhecimento disso, sugiro que, ao se levantar pela manhã, ore ao Senhor dizendo-o que quer ter tempo para amá-lo e para amar as pessoas.
  • A melhor expressão do amor é o tempo. A importância das coisas pode ser medida pelo tempo que estamos dispostos a investir nelas. Quanto maior o tempo dedicado a alguma coisa, mais você demonstra a importância e o valor que ela tem para você. Se quiser conhecer as prioridades de uma pessoa, observe como ela utiliza o tempo. O tempo é a sua dádiva mais importante, pois você recebeu uma medida fixa dele. Você pode aumentar seu dinheiro, mas não pode aumentar seu tempo. Quando você dedica seu tempo a alguém, está dedicando uma porção de sua vida que jamais irá recuperar. Seu tempo é sua vida por isso o maior presente que você pode dar a alguém é o tempo. Não é o bastante dizer que relacionamentos são importantes: devemos provar essa afirmação, investindo tempo neles. " Filhinhos, não amemos de palavra nem de boca, mas em ação e em verdade. " 1 João 3:18 . Relacionamentos demandam tempo e esforço. A essência do amor não é o que pensamos, fazemos ou proporcionamos aos outros, mas quanto damos de nós mesmos.
  • O melhor momento para amar é agora. Algumas vezes, o adiamento é uma resposta válida para uma tarefa trivial. No entanto, como o amor é o que mais importa, ele tem prioridade máxima. A Bíblia diz: " Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé. " Gálatas 6:10 . Por que o melhor momento para expressar amor é agora? Porque  você não sabe até quando terá oportunidade. As circunstâncias mudam, as pessoas morrem, os filhos crescem. Você não tem nenhuma garantia do amanhã. Se você quiser expressar seu amor, é melhor que faça agora. Tendo consciência de que um dia estará diante de Deus, seguem-se algumas questões que você precisa levar em consideração:
    • Como explicará aqueles momentos em que projetos e coisas foram mais importantes para você que as pessoas?
    • Com quem você precisa começar a passar mais tempo?
    • O que você precisa eliminar de sua agenda para tornar isso possível?
    • Que sacrifício precisa fazer?
O melhor exercício da vida é amar. A melhor expressão do amor é o tempo. O mehor momento para amar é agora.

(Livro: Uma Vida com Propósitos)

Próxima postagem: Um lugar ao qual pertencer

Postado por Milena do Carmo Araújo



sábado, 9 de abril de 2011

Dia 15: Formado para fazer parte da família de Deus

" Nossos pais nos disciplinavam por curto período, segundo lhes parecia melhor; mas Deus nos disciplina para o nosso bem, para que participemos da sua santidade. "  Hebreus 12:10

" Vejam como é grande o amor que o Pai nos concedeu: que fôssemos chamados filhos de Deus, o que de fato somos! Por isso o mundo não nos conhece, porque não o conheceu. " 1 João 3:1

Você foi formado para fazer parte da família de Deus.
Deus quer uma família e criou você para fazer parte dela. Esse é o segundo propósito de Deus para sua vida, o qual foi planejado antes que você nascesse. Toda a história a Bíblia revela a história de Deus formando uma família que irá amá-lo, honrá-lo e reinar com ele para sempre. A Palavra de Deus diz: " Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade, " Efésios 1:5 .
Deus é amor, por isso ele dá imenso valor aos relacionamentos. A própria natureza de Deus é relacional, pois ele identifica a si mesmo em termos familiares: Pai, Filho, Espírito Santo.
Deus pensou em um plano que consistia em nos criar, adotar-nos em sua família e dividir conosco tudo o que possui. Isso dá a Deus uma grande alegria. A Bíblia diz: " Por sua decisão ele nos gerou pela palavra da verdade, para que sejamos como que os primeiros frutos de tudo o que ele criou. " Tiago 1:18 .
Quando depositamos nossa fé em Cristo, Deus torna-se nosso Pai, nós nos tornamos seus filhos, os outros cristãos tornam-se nossos irmãos e irmãs e a igreja torna-se  nossa família espiritual. A família de Deus inclui todos os fiéis do passado, do presente e do futuro.
Cada ser humano foi criado por Deus, mas nem todos são filhos dele. O convite para fazermos parte da família de Deus é universal, porém há uma condição: a fé em Jesus Cristo. A Bíblia diz: " Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. " Gálatas 3:26 .
  • Os benefícios de fazer parte da família de Deus. No momento em que aceitou Jesus Cristo como Senhor e Salvador da sua vida você nasce espiritualmente na famlília de Deus. Nós recebemos uma herança. A Bíblia diz: " Assim, você já não é mais escravo, mas filho; e, por ser filho, Deus também o tornou herdeiro. " Gálatas 4:7 . O Novo testamento dá grande ênfase à nossa valiosa " herança": " O meu Deus suprirá todas as necessidades de vocês, de acordo com as suas gloriosas riquezas em Cristo Jesus.  " Filipenses 4:19 . Aqui recebemos bondade, paciência, glória, sabedoria, graça, misericórdia e poder, mas na eternidade iremos herdar ainda mais. O que exatamente abrange essa herança? Primeiro seremos levados deste mundo a fim de estarmos com Deus para sempre. Segundo, seremos comletamente transformados para nos tornarmos como Cristo. Terceiro, seremos livres de toda a dor, sofrimento e morte. Quarto, seremos recompensados e reassumiremos posições de trabalho. Quinto, participaremos da glória de Cristo. Que herança! A Bíblia diz: "
    para uma herança que jamais poderá perecer, macular-se ou perder o seu valor. Herança guardada nos céus para vocês " 1 Pedro 1:4 . Isso significa que sua herança eterna é inestimável, pura, perpétua e protegida.
  • Batismo: identificando-se com a família de Deus. A família saudável tem orgulho de si mesma, e seus membros não se envergonham de serem reconhecidos como parte dela. O batismo significa sua inclusão na família de Deus e anuncia publicamente ao mundo: " Eu não tenho vergonha de ser parte da família de Deus". Você já foi batizado? O batismo é uma ordenaça. Jesus nos ordenou que esse belo ato fosse realizado por toda a família. Ele nos disse: " Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, " Mateus 28:19 . O batismo é pleno de significado. Ele declara sua fé, comunica a morte e ressurreição de Cristo, simboliza a morte para a antiga vida e anuncia vida sua nova vida em cristo, além de celebrar sua inclusão na família de Deus. O batismo é a representação  física de uma verdade espiritual. Ele representa o que aconteceu no instante em que Deus o trouxe para sua família: " Pois todos nós fomos batizados em um Espírito, formando um corpo, quer judeus, quer gregos, quer servos, quer livres, 1 Coríntios 12:13a . Se você ainda não foi batizado com expressão de sua fé em Cristo, faça isso.
  • O maior privilégio da vida. A Bíblia diz: " Porque, assim o que santifica, como os que são santificados, são todos de um; por cuja causa não se envergonha de lhes chamar irmãos, " Hebreus 2:11 . Ser incluído na família de Deus é a maior honra e o maior privilégio que se pode receber. Não há nada que se compare.
(Livro: Uma Vida com Propósitos)

Próxima postagem: O que realmente importa

Postado por Milena do Carmo Araújo

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Segundo propósito: Comunhão


" Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. " João 15:5

" assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros. " Romanos 12:5




Postado por Milena do Carmo Araújo

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Dia 14: Quando Deus parece distante


" Esperarei pelo Senhor, que está escondendo o seu rosto da descendência de Jacó. Nele porei a minha esperança. " Isaías 8:17

Deus é real, não importa como você se sinta. É fácil adorar a Deus quando as coisas vão bem. Mas as eventualidades nem sempre são agradáveis. Então, como você adorará a Deus? O que você faz quando o Senhor parece estar a milhões de quilômetros?
A mais profunda adoração é louvar a Deus apesar da dor, dar graças durante a provação, manter a confiança nele em meio à tentação, render-se a ele durante o sofrimento e amá-lo quando ele parece distante.
Amizades são frequentemente testadas por separação e silêncio: ou você é separado pela distância física ou está impossibilitado de se comunicar. Na sua amizade com Deus, nem sempre você se sentirá próximo dele. É aí que a adoração fica difícil.
Para amadurecer sua amizade, Deus irá testá-la com períodos de aparente separação - momentos em que se tem o sentimento de que fomos abandonados, ou esquecidos por Deus. Tem-se ainda a impressão de que Deus está a quilômetros de distância. João da Cruz referia-se a esses dias de deserto espiritual, dúvida e distanciamento de Deus como "a noite escura da alma". Henri Nouwen chamava-os "o ministério da ausência". Por sua vez, A. W. Tozer denominava-os "o ministério da noite". Outros o mencionam como o "inverno do coração".
Quando Deus parece distante, você pode pensar que ele está zangado ou o está punindo por algum pecado. De fato, o pecado realmente prejudica nossa amizade com Deus. Entristecemos o Espírito Santo sufocamos nosso relacionamento com ele quando desobedecemos a Deus, entramos em conflito com alguém, excedemo-nos no número de atividades, criamos vínculos de amizade com o mundo, e assim por diante.
Contudo, frequentemente esse sentimento de abandono e afastamento de Deus não tem nenhuma relação com o pecado. É um teste de fé que todos devemos enfrentar. Será que você continuará a amar, obedecer e adorar a Deus, e a confiar nele, mesmo quando não sente sua presença nem há evidência visível da ação divina em sua vida?
Nos dias de hoje, o erro mais comum que os cristãos cometem ao adorar é buscar uma experiência, em vez de buscar a Deus. Eles buscam sensações e, se elas ocorrem, concluem que foram bem-sucedidos na adoração. Errado! Na realidade, Deus em geral afasta nossas sensações para não dependermos delas. Buscar uma sensação - mesmo a sensação de proximidade com Cristo - não é adoração.
A onipresença de Deus e a manifestação de sua presença são coisas diferentes. Uma é fato; a outra é frequenemente uma sensação. Deus está sempre presente, mesmo que você não perceba sua presença. E a presença divina é profunda demais para ser medida por uma simples emoção. Sim, Deus quer que você sinta a presença dele, porém está mais interessado em que você confie nele, e não tanto que o sinta. Fé, e não sentimentos: é isso que agrada a Deus.
As situações que mais põem nossa fé à prova são aquelas em que a vida nos desaponta e não conseguimos encontrar Deus. Isso acontece com Jó (http://www.bibliaonline.com.br/nvi/j%C3%B3/1) . Ao logo de 37 capítulos do livro, Deus não diz absolutamente nada!
Como louvar a Deus quando você se mantém em silêncio? Como permanecer em comunhão em meio a uma crise, se não há nenhum contato? Como manter os olhos em Jesus quando eles estão cheios de lágrimas? Faça o que Jó fez:
"Ao ouvir isso, Jó levantou-se, rasgou o manto e rapou a cabeça. Então prostrou-se no chão em adoração,
e disse: "Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor ".
Em tudo isso Jó não pecou nem de nada culpou a Deus." Jó 1:20-22 .
  • Diga a Deus exatamentecomo você se sente. Derrame seu coração perante ele. Descarregue todos os seus sentimentos. Você sabia que admitir seu despero para Deus pode ser uma declaração de fé? Confiando em Deus e sentindo desesperado ao mesmo tempo, Davi escreveu: " Eu cri, ainda que tenha dito: "Estou muito aflito". Salmos 116:10 . Parece uma contradição confiar em Deus e sentir-se destruído! A franqueza de Davi, na verdade, revela uma fé profunda. Em primeiro lugar, ele acreditava em Deus. Em segundo lugar, ele acreditava que o Senhor ouviria sua oração. Em terceiro lugar, ele acreditava que Deus lhe permitia expor todos os sentimentos e ainda assim o amaria.
  • Concentre-se no Deus imutável. Independente das circunstâncias e de como esteja se sentindo, apegue-se ao caráter imutável de Deus. Lembre-se daquilo que é eternamente verdadeiro a respeito dele: " Deus é bom, ele me ama, está comigo, sabe pelo que estou passando, preocupa-se comigo e tem um bom plano para minha vida". Assim disse V. Raymond Edman: "Nunca duvide na escuridão do que Deus lhe disse na luz".
  • Confie que Deus cumprirá o que prometeu. Em tempos de deserto espiritual, você deve confiar pacientemente nas promessas de Deus, e não nas próprias emoções. Procure entender que ele o está levando a um nível mais profundo de maturidade. É frívola a amizade baseada em emoções. Então, não fique preocupado com os problemas. As circuntâncias não podem mudar o caráter de Deus. A graça do Senhor ainda é abundante. Ele ainda cuida de você, mesmo quando você não pode senti-lo. Apegue-se à Palavra de Deus. Essa confiança na Palavra de Deus fez com que Jó permanecesse fiel, ainda que nada fizesse sentido. Quando você se sente abandonado por Deus e ainda assim mantém a confiança nele, significa que você o está adorando da maneira mais profunda, apesar dos sentimentos conturbados.
  • Lembre-se do que Deus já fez por você. Se Deus nunca tivesse feito nada por você, ele ainda mereceria seu louvor ininterrupto por toda a vida, por causa do que Jesus Cristo fez por você na cruz. O Filho de Deus morreu por você! Esse é o maior de todos os motivos para adorar a Deus. Infelizmente, esquecemos os detalhes cuéis do torturante sacrifício que Deus fez a nosso favor. Palavras não podem descrever as trevas daquele momento. Por que Deus permitiu e suportou tão medonho ato de cueldade? Para que você fosse poupado da eternidade e pudesse compartilhar a glória divina para sempre! A Bíblia diz: " Deus tornou pecado por nós aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus." 2 Coríntios 5:21 .

Jesus morreu para que você pudesse viver para sempre. Somente isso já vale seu agradecimento e louvor contínuo e justifica nunca mais se perguntar por que motivo deve ser grato.

(Livro: Uma Vida com Propósitos. Rick Warren)

Próxima postagem: Propósito número 02 - Comunhão
Formado para fazer parte da família de Deus

Postado por Milena do Carmo Araújo

terça-feira, 5 de abril de 2011

Dia 13: A adoração que agrada a Deus

2º Domingo – Você foi criado para adorar a Deus!

" Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças. "  Marcos 12:30

Deus quer você por inteiro.
O Senhor não quer apenas uma parte de sua vida. Ele pede todo o seu coração, toda a sua alma,  toda a sua mente e toda a sua força.
Certa vez uma samaritana tentou argumentar com Jesus sobre o melhor momento, lugar e forma de adorar. Jesus respondeu que essas questões externas não tinham importância. Onde você adora não é  tão importante  quanto por que você adora e quanto de você  mesmo  se oferece a Deus quando adora. Existe a forma certa e a forma errada de adorar. A Bíblia diz: " Sejamos agadecidos e adoremos a Deus de um modo que o agrade ". O tipo de adoração que agrada ao Senhor apresenta quatro características.
  • Deus se agrada quando nossa adoração é conforme a verdade. As pessoas frequentemente dizem: " Gosto de pensar em Deus como...", e então descrevem o tipo de Deus que gostariam de adorar. Mas não podemos simplesmente criar uma imagem pessoal de Deus, confortável e politicamente correta, e então adorá-la. Isso é idolatria. A adoração deve ser fundamentada na verdade das Escrituras,  e não em nossas opiniões a respeito de Deus. Jesus disse à samaritana: " Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. " João 4:23 . Adorar "em verdade" significa adorar a Deus tal como ele é verdadeiramente revelado na Bíblia.
  • Deus se agrada quando nossa adoração é sincera. Quando Jesus diz que devemos adorar "em espírito", ele não está se referindo ao Espírito Santo, mas ao nosso espírito. Feito à imagem de Deus,  somos um espírito que habita um corpo, e Deus concebeu esse espírito para que se comunicasse com ele. Quando Jesus diz: " Ame o Senhor,  o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma...", está querendo dizer que a adoração deve  ser genuína e sincera. Não se trata de apenas usar as palavras corretas: você deve realmente querer dizer o que diz. O louvor desprovido de sentimentos não é  louvor. Quando adoramos a Deus, ele olha para além de nossas palavras, a fim de ver a atitude de nosso coração. A Bíblia diz: " Porém o SENHOR disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o SENHOR não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o SENHOR olha para o coração.1 Samuel 16:7  . Uma vez que adoração implica regozijar-se em Deus, é necessário que suas emoções estejam envolvidas. O Senhor lhe deu emoções para que você possa adorá-lo com intensidade, mas elas devem ser genuínas, não fingidas. Ele não quer exibicionismo, fingimento ou falsidade na adoração. Ele deseja amor sincero e verdadeiro. Podemos adorar a Deus de modo imperfeito, mas não podemos adorá-lo sem sinceridade. Logicamente, só  a sinceridade não é suficiente, pois você pode estar sinceramente errado. É por isso que tanto o espírito quanto a verdade são necessários. A adoração deve ser conforme a verdade e genuína. A adoração agradável a Deus é profundamente doutrinária: nela, usamos o coração e a mente. Hoje em dia, muitas pessoas acham que ser comovido por uma música é o mesmo que ser tocado pelo Espírito santo, mas são coisas diferentes. A verdadeira adoração acontece quando seu espírito responde a Deus, e  não a uma melodia. Na verdade, algumas canções introspectivas e sentimentais impedem a nossa adoração, pois retiram a evidência de Deus e a transferem para nossos sentimentos. Sua maior distração na adoração é você mesmo: seus interesses e preocupações com o que os outros pensam a seu respeito. Os cristãos discordam com frequêcia da forma mais apropriada ou genuína de louvar a Deus, mas essas discussões normalmente refletem apenas diferenças de formação e de personalidade. Muitas formas de louvor são mencionadas na Bíblia; entre elas, confessar, cantar, colocar-se de pé, ajoelhar-se, dançar, manifestar alegria, testificar, tocar instrumentos musicais e erguer as mãos. O melhor estilo de adoração é aquele que mais genuinamente representa seu amor por Deus, baseado na formação e na personalidade que ele lhe deu. Não há um  "modelo único" de aproximação para adorar e desenvolver amizade com Deus. Uma coisa é certa: você não glorifica a Deus tentando ser alguém que ele nuca quis que você fosse. Deus quer que você seja você mesmo. Este é o tipo de pessoa que o pai está buscando: os que são simples e honestos consigo mesmos perante ele em sua adoração.
  • Deus se agrada quando nossa adoração é meditativa.  A ordem de Jesus: " Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças  " Marcos 12:30  é  repetida quatro vezes no Novo Testamento. Deus não se agrada de cantorias indiferentes, preces superficiais com frases feitas ou exclamações corriqueiras  como " Louvado seja  o Senhor ", pois indicam que não conseguimos pensar em nada melhor para dizer no momento. Se a adoração for superficial, não terá valor algum. Jesus chamou de "vãs repetições" as orações indiferentes. Até mesmo expressões bíblicas podem se tornar ser expressões banalizadas pelo uso exagerado, quando então deixamos de pensar no significado. Tente louvar a Deus sem utilizar as palavras "louvor", "aleluia", "obrigado" ou "amém". Em vez de dizer: "Eu só quero louvá-lo", faça uma lista de sinônimos e use palavras novas como "admirar", "respeitar", "valorizar", "reverenciar ", " honrar " e "apreciar. Além disso, seja específico. Se alguém o abordasse e repetisse dez vezes "Eu te louvo!", você provavelmente pensaria: "Por que motivo"? . Você preferiria ouvir dois elogios específicos a dezenas de generalidades imprecisas. Deus também. outra idéia é fazer uma lista dos diferentes nomes de Deus e concentrar-se neles. Os nomes de Deus não são casuais: eles revelam diferentes aspectos de seu caráter. No Antigo Testamento, Deus se revela progressivamente a Israel, atribuindo novos nomes a si mesmo. Deus também quer que nossas reuniões com a congregação sejam ponderadas. Paulo dedica a isso todo o capítulo 14 de 1 Coríntios. "  Mas tudo deve ser feito com decência e ordem. " 1 Coríntios 14:40 .
  • Deus se agrada quando nossa adoração é pratica. A Bíblia diz; " Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês. " Romanos 12:1 . Por que  o corpo? Por que o Senhor não diz: " Apresentem o seu espírito" ? Ele está sendo prático a respeito da adoração. Você já ouviu pessoas dizerem: "Não poderei participar da reunião desta noite, mas estarei com vocês em espírito". Você  sabe o que isso significa? Nada. É inútil! Na adoração, devemos "oferecer nosso corpo como sacrifício vivo". Normalmente, associamos o "sacrifício" com algo morto, mas Deus quer que  você seja um sacrifício vivo. Que você viva por ele! No Antigo Testamento, Deus se agradou de diversos sacrifícios de adoração, pois profetizavam o sacrifício de seu Filho por nós na cruz. Hoje, Deus se agrada de sacrifícios de adoração diferentes: ação de graças, louvor, humildade, arrependimento, oferta em dinheiro, oração, serviço aos outros e ajuda aos necessitados. A verdadeira adoração implica um  custo. Davi sabia disso e afirmou: " Mas o rei respondeu a Araúna: "Não! Faço questão de pagar o preço justo. Não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada". Davi comprou, pois, a eira e os bois por cinqüenta peças de prata. " 2 Samuel 24:24 . Um dos custos que a adoração tem para nós é o egocentrismo. Não se pode louvar a Deus e a si mesmo ao mesmo tempo. Você não adora para ser visto pelos outros ou para agradar a você mesmo. Ao adorar, você deliberadamente muda o foco da atenção para Deus. Matt Redman, líder de adoração na Inglaterra, conta como seu pastor ensinou à igreja o verdadeiro significado da adoração. Para mostrar que a adoração é mais que  música, ele proibiu todos os cânticos por um período de tempo, até que eles aprendessem a adorar de outras maneiras. Ao fimdaquele período, Matt escreveu a clássica canção Heart of Worship [Essência da adoração]:






(Livro: Uma Vida com Propósitos. Rick Warren)

Próxima postagem: Quando Deus parece distante

Postado por Milena do Carmo Araújo